Você sabe o que são terras raras?

São elementos químicos usados em muito setores, eles estão presentes em computador, a televisão, o celular, o iPod ou a lâmpada sem exceção todos contém terras raras!

o temo “rara” não descreve exatamente esses elementos, pois estão mais presente na crosta da terra do que mesmo a prata. Os elementos “raros” mais comuns (Ítrio, Lantânio, Cério e Neodímio).

E você com isso?

Sabe essa sua linda tv de led 50 polegadas que você tem no quarto só e possível através deste elementos. Sim é verdade sua tv de led contém terra rara na verdade quase tudo na indústria ou que envolve tecnologia tem terra rara ela e usada em setores como metalurgia, catalisadores, vidros, energia nuclear, lâmpadas fluorescentes, refrigeradores e fibras óticas, automóveis entre outros.

E o Brasil com isso?

O Brasil está disposto a entrar nesse mercado bilionário dominado pela China. Técnicos do governo avaliam o potencial do país para explorar as terras raras. A ideia é consolidar um programa de pesquisa e desenvolvimento, além de traçar uma radiografia dos consumidores nacionais e identificar potenciais produtores.
Assim, o governo pretende retomar a atividade – que hoje não representa 1% da produção mundial – num segmento em que já foi líder. Os chineses respondem por 97% da produção internacional, com 120 mil toneladas por ano.
Paralelamente, as Indústrias Nucleares do Brasil estão negociando com a Universidade Federal Fluminense a realização de pesquisas no oceano com o objetivo de identificar novos depósitos de terras raras no país.
Após restrições de Pequim às exportações de terras raras, em setembro de 2010, o preço da tonelada saiu de US$ 5.000 para US$ 50 mil. E deve subir mais, pois a China já anunciou nova diminuição em 10%.
Com esse salto no preço, os técnicos do governo avaliam que está na hora de o Brasil voltar a ter destaque nesse nicho. Com produção de apenas 650 toneladas de terras raras em 2009, segundo os últimos dados disponíveis, o Brasil estaria praticamente fora desse “boom”.

O país foi o maior produtor mundial da indústria mineira de terras-raras até 1915, quando passou a alternar essa posição com a Índia durante 45 anos. Ainda assim, o país deixou de lado a produção dos concentrados de terras-raras em 1995, quando produziu 110 toneladas de óxidos. Hoje, a sua única usina de produção está fechada. Jogando dinheiro fora. Porque?? por que o Brasil tem duas grandes e representativas reservas, uma reserva em Catalão (GO), a cerca de 150 km de Brasília.

A jazida recebeu o nome de Córrego do Garimpo e tem reservas potenciais de 30 milhões de toneladas de minério de monazita com teor médio de 7,56% de óxidos de terras raras (OTRs).

Outra reserva de destaque no Brasil é a Mina do Pitinga, em Presidente Figueiredo (AM). Trata-se de uma das maiores reservas de xenotima do mundo. A xenotima está sendo estocada como subproduto da produção de cassiterita na região.

E eu com isso??

Moro em Manaus na esquina de Presidente Figueiredo(AM), se um dia esse sonho brasileiro virar realidade, já sei aonde investir!

Posted in Uncategorized | Leave a comment

O que é um firewall?

Nessa nova seção vamos começar com dicas bem simples mais muito importante pra quem tá começando a entrar nesse mundo… já passei muito tempo aguando primos e primas com dúvidas bem simples de ser resolvidas.

O que é um firewall?

Firewall pode ser definidido como uma barreira de proteção, que controla o tráfego de dados entre seu computador e a Internet (ou entre a rede onde seu computador está instalado e a Internet). Seu objetivo é permitir somente a transmissão e a recepção de dados autorizados. Existem firewalls baseados na combinação de hardware e software e firewalls baseados somente em software. Este último é o tipo recomendado ao uso doméstico e também é o mais comum.

Explicando de maneira mais precisa, o firewall é um mecanismo que atua como “defesa” de um computador ou de uma rede, controlando o acesso ao sistema por meio de regras e a filtragem de dados. A vantagem do uso de firewalls em redes, é que somente um computador pode atuar como firewall, não sendo necessário instalá-lo em cada máquina conectada.

Um firewal é simplesmente um filtro que controla todas as comunicações que passam de uma rede a outra e em função do que sejam permite ou denega seu passo. Para permitir ou denegar uma comunicação o firewal examina o tipo de serviço ao que corresponde, como podem ser o web, o correio ou o IRC. Dependendo do serviço o firewall decide se o permite ou não. Ademais, o firewall examina se a comunicação está entrando ou saindo e dependendo da sua direção pode permití-la ou não.

Deste modo, um firewall pode permitir de uma rede local para a Internet serviços de web, correio e ftp, mas não a IRC que pode ser desnecessário para nosso trabalho. Também podemos configurar os acessos que se fazem desde a Internet para a rede local e podemos denega-los todos ou permitir alguns serviços como o da web, (se é que possuímos um servidor web e queremos que seja acessível pela Internet). Dependendo do firewall que tenhamos também poderemos permitir alguns acessos à rede local desde a Internet se o usuário tiver se autenticado como usuário da rede local.

Um firewall pode ser um dispositivo software ou hardware, ou seja, um aparelhinho que se conecta entre a rede e o cabo da conexão à Internet, ou então um programa que se instala na máquina que tem o modem que conecta com Internet. Inclusive podemos encontrar computadores muito potentes e com softwares específicos que o único que fazem é monitorizar as comunicações entre redes.

Razões para utilizar um firewall
A seguir são citadas as 3 principais razões (segundo o InfoWester) para se usar um firewall:
1 – o firewall pode ser usado para ajudar a impedir que sua rede ou seu computador seja acessado sem autorização. Assim, é possível evitar que informações sejam capturadas ou que sistemas tenham seu funcionamento prejudicado pela ação de hackers;
2 – o firewall é um grande aliado no combate a vírus e cavalos-de-tróia, uma vez que é capaz de bloquear portas que eventualmente sejam usadas pelas “pragas digitais” ou então bloquear acesso a programas não autorizados;
3 – em redes corporativas, é possível evitar que os usuários acessem serviços ou sistemas indevidos, além de ter o controle sobre as ações realizadas na rede, sendo possível até mesmo descobrir quais usuários as efetuaram.

Posted in Uncategorized | Tagged | Leave a comment

Quer trabalhar no Google??

Até o final de 2011, o Google pretende aumentar em 50% o número de funcionários em toda América Latina. É o que afirmou Mônica Santos, diretora de RH para o Google América Latina, em entrevista à EXAME.com.

Ao todo, a empresa deve recrutar 200 profissionais. De acordo com a executiva, esse é o maior número de contratações desde que o Google começou.

Esse volume segue uma tendência mundial da companhia que pretende bater, em 2011, um novo recorde de contratações. Na semana passada, o Google divulgou que pretende recrutar mais 6.200 profissionais em todo o mundo até o final do ano.

Apesar da expansão para outros mercados latino americanos, o Brasil continua atraindo o foco da companhia chefiada por Larry Page. Do total de novas oportunidades, 100 serão destinadas para os escritórios de São Paulo e Belo Horizonte.

As oportunidades, de acordo com Mônica, são para profissionais de todas as áreas. Para as carreiras técnicas de desenvolvimento de produtos, a preferência é por engenheiros de software e pessoas formadas em ciências da computação.

De acordo com matéria publicada no Wall Street Journal desta terça-feira, 1º de fevereiro, a empresa pretende contratar pessoas especializadas no desenvolvimento de aplicativos para dispositivos móveis. Para a executiva, é possível que a operação brasileira siga essa tendência.

“Há muitas oportunidades de negócios na América Latina”, afirma Mônica. “O Brasil, de fato, é a bola da vez. Mas também estamos expandindo nossa operação para outros países como Peru, Chile e Colômbia”.

Dessas três nações, apenas o escritório da Colômbia ainda aguarda o recrutamento de um country-manager. Nas outras duas unidades, os gestores foram contratados entre o fim de 2010 e janeiro deste ano.

Nesses escritórios, bem como nas unidades do México e Argentina, o foco de contratações será para o setor de vendas. “O número de pessoas que têm uma bagagem longa no mercado online ainda é limitado. Por isso, temos contratado muitos recém-formados para que eles se desenvolvam dentro da companhia”, diz Mônica.

Isso não exclui as oportunidades para profissionais mais maduros com experiência em outro setor – desde que eles tenham facilidade para compreender o mercado de internet.

Até o fim de 2010, o Google contabilizava 400 funcionários em toda América Latina.

fonte: http://info.abril.com.br

Posted in carreira | 1 Comment